Livros à Venda

Suvbersões
Autor: 
Alexandre Coslei

Editora: Edição do Autor
Ano: 2019
Páginas: 152
I.S.B.N.: 9786590064608
Tipo: impresso
Preço: R$35.00
Sinopse:
A produção do jornalista é dispersa, fragmenta-se entre vários veículos de comunicação, borrifando seus textos ao sabor dos ventos e da realidade. Junta-se a ele o escritor, que diante da rabugice das editoras escreve onde pode, onde encontra espaço. Jornalistas e escritores são criaturas nômades, provedores de conteúdo, se fortalecem produzindo e publicando. O orgasmo do escritor é a catarse, a euforia provocada pela interpretação do mundo, da vida. Seu devaneio é o olhar que dispensa os olhos, é a visão intuitiva e emocional de quem compõe.

O resultado da alquimia humana é este livro transgênero, montado com a pretensão de romper preconceitos, proporcionar prazer, chamar a atenção e fazer pensar. Uma obra espontaneamente engajada. Há nestas páginas um cidadão transitando por um período da história, refletindo a sua visão sobre um país, o seu pensamento, a sua crítica.

Guardo aqui uma antologia de mim mesmo, um microscópico ser invisível ao universo: finito porque é orgânico, perene porque é palavra.
 
Contos de São João Marcos (ESGOTADO)
Autores: 
Alexandre Coslei, Carlos Gastão, Carlos Nascimento, Outros

Editora: Cidade Viva
Ano: 2014
Páginas: 80
I.S.B.N.: 978-85-63437-15-0
Tipo: impresso
Preço: R$25.00
Sinopse:
Coletânea Contos de São João Marcos, que será lançada dia 18 de outubro, no Festival Literário do Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos. O livro é uma reunião de dez textos assinados por autores que venceram o concurso cultural promovido pelo Parque entre os meses de maio e junho. Em comum a todos eles, a histórica cidade de São João Marcos como cenário das ficções.

O livro pode ser adquirido diretamente com o autor.
 
Os Paralelepípedos da Vila Mimosa
Autor: 
Alexandre Coslei

Editora: Multifoco
Ano: 2009
Páginas:
I.S.B.N.: 978-85-7961-001-1
Tipo: impresso
Preço: R$32.90
Sinopse:
Disponível na Livraria da Travessa e Livraria Cultura (sites)

Neste livro, o autor Alexandre Coslei mergulha nas veias da submundo da Zona boêmia carioca e encontra o diversificado leque de temas que inspiraram sua obra.
 
OS PARALELEPÍPEDOS DA VILA MIMOSA (Livraria Cultura com exemplares disponíveis)
Autor: 
Alexandre Coslei

Editora: Multifoco
Ano: 2009
Páginas: 160
I.S.B.N.: 978-85-7961-001-1
Tipo: impresso
Preço: R$32.90
Sinopse:
A Vila Mimosa é parte integrante do imaginário carioca. Trata-se de um daqueles locais mitológicos, cujo nome é citado pelas pessoas não apenas como um mero espaço geográfico encravado na cidade, mas como se fosse uma pessoa de fato, um ser vivo.

A antiga Zona do Mangue foi transferida para a Rua Sotero Reis, mas as polacas do começo do século XX jamais abandonaram o local de origem; seus fantasmas continuam debruçados nos parapeitos invisíveis das casas próximas a Presidente Vargas, sorrindo para os transeuntes que já não mais as veem.

Tudo que já existiu nesse mundo deixa rastros. As emoções vividas por nós não desaparecem: ficam impressas nas paredes, no chão e no ar, como fotografias. Basta ter olhos atentos para poder enxergar o passado que ainda nos cerca.

Coslei é um desses observadores atentos. Seus contos expõem retratos urbanos que muitas vezes passam despercebidos aos nossos olhos. O sexo, a morte e o amor (e claro, uma dose de humor) estão impregnados em cada página desse livro por um motivo muito simples: esses são temas sobre os quais vale a pena escrever.

Seus personagens são pessoas simples, ordinárias, que levam vidas mundanas e aparentemente sem importância. Através de uma prosa rica e inteligente, Alexandre Coslei nos relata de forma comovente a história peculiar de cada um desses anti-heróis, marginais e prostitutas, sem jamais cair na armadilha da condescendência.
 
OS PARALELEPÍPEDOS DA VILA MIMOSA
Autor: 
Alexandre Coslei

Editora: AMAZON E-BOOK
Ano: 2009
Páginas: 160
Tipo: impresso
Preço: R$20.00
Sinopse:
A Vila Mimosa é parte integrante do imaginário carioca. Trata-se de um daqueles locais mitológicos, cujo nome é citado pelas pessoas não apenas como um mero espaço geográfico encravado na cidade, mas como se fosse uma pessoa de fato, um ser vivo.

A antiga Zona do Mangue foi transferida para a Rua Sotero Reis, mas as polacas do começo do século XX jamais abandonaram o local de origem; seus fantasmas continuam debruçados nos parapeitos invisíveis das casas próximas a Presidente Vargas, sorrindo para os transeuntes que já não mais as veem.

Tudo que já existiu nesse mundo deixa rastros. As emoções vividas por nós não desaparecem: ficam impressas nas paredes, no chão e no ar, como fotografias. Basta ter olhos atentos para poder enxergar o passado que ainda nos cerca.

Coslei é um desses observadores atentos. Seus contos expõem retratos urbanos que muitas vezes passam despercebidos aos nossos olhos. O sexo, a morte e o amor (e claro, uma dose de humor) estão impregnados em cada página desse livro por um motivo muito simples: esses são temas sobre os quais vale a pena escrever.

Seus personagens são pessoas simples, ordinárias, que levam vidas mundanas e aparentemente sem importância. Através de uma prosa rica e inteligente, Alexandre Coslei nos relata de forma comovente a história peculiar de cada um desses anti-heróis, marginais e prostitutas, sem jamais cair na armadilha da condescendência.
 
Indigentes Literários: a crítica subversiva
Autor: 
Alexandre Coslei

Editora: Coslei.com
Ano: 2015
Páginas: 100
Tipo: e-book
Preço: R$5.00
Sinopse:
O jornalista Alexandre Coslei expõe, em diversos artigos e resenhas, uma visão original e ácida sobre a literatura brasileira contemporânea. Uma série de reflexões indispensáveis a novos escritores e leitores compulsivos.