Perfil
Alexandre Coslei, é jornalista carioca, agregando formação em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

Como crítico, Coslei persegue uma visão original, que submeta à reflexão temas que envolvem literatura, cinema, música e artes em geral. 

É autor premiado no Concurso Literário promovido pelo renomado Instituto Cultural Cidade Viva em 2014, com apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Educação de Rio Claro. O livro teve lançamento em 18/10/2014, no Festival Literário do Parque arqueológico de São João Marcos.

É autor dos livros "Os Paralelepípedos da Vila Mimosa”, selecionado para participar do Prêmio Portugal Telecom 2010, além de um romance erótico recheado de humor intitulado “O Paraíso de Dante” e uma reunião de artigos de críticas a literatura contemporânea em "Indigentes literários". Também figura em diversas antologias de contos e poesias. Complementando seu acervo, possui inúmeros artigos publicados em importantes veículos virtuais como o Jornal O Dia, Observatório de Imprensa, Folha do Meio Norte e em diversos Blogs relevantes. Alguns desses artigos foram recordistas de visualizações nos sites onde foram divulgados ou republicados. Está entre os primeiros autores que serviram de base para a criação da revista literária "Verbo", hoje não mais impressa. 

Como escritor, Alexandre Coslei é um autor voltado para uma literatura realista, que busca inspiração em cenas cotidianas, com personagens humanizados, temas que lhe renderam destaque e visibilidade privilegiada. Como leitor, valoriza profundamente o melhor da literatura brasileira e não renega as raízes que serviram de pilar para as nossas letras, encontrando em nossos mais nobres escritores a identidade nacional que deve ser preservada e estimulada.

Em setembro de 2014, Alexandre foi um dos vencedores do Concurso Literário promovido pelo Instituto Cultural Cidade Viva, com apoio da secretaria de educação de Rio Claro e Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro.

Coslei sempre foi disponível para ajudar novos escritores, como orientador literário e professor guarda sua máxima: Escrever é seduzir.